quantiQ

Notícias

25/09/2017

Frente Parlamentar da Química realiza o II Fórum Nacional pela Competitividade da Indústria Química no Rio Grande do Sul

Evento reunirá parlamentares, representantes do Poder Executivo e empresários para debater ações para promover o desenvolvimento da indústria química

A Frente Parlamentar da Química (Fpquímica) realiza o II Fórum Nacional pela Competitividade da Indústria Química, que reunirá parlamentares da do Congresso Nacional membros da Frente, membros do Poder Executivo e representantes da indústria para debater ações que possibilitem aumentar a competitividade da indústria química nacional.

O Fórum será realizado no dia 25 de setembro, das 14 às 17 horas, no Salão de Convenções da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), localizado na Avenida Assis Brasil, 8787, bairro Sarandi, em Porto Alegre.

A região Sul do Brasil hospeda o Polo Petroquímico de Triunfo, implantado no início da década de 1980 e responsável por cerca de 95% do total de riqueza gerada no município e 3,5% da riqueza do estado. 

A cerimônia de abertura do evento contará com a participação do presidente da FPquímica, o deputado federal João Paulo Papa (PSDB/SP); do prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB); e do vice-presidente da FIERGS, Carlos Alexandre Geyer.

A programação está dividida em três painéis. No painel “Tendências Globais e os Desafios da Indústria Química Brasileira” estão confirmadas as participações do presidente da Innova, Lírio Parisotto. O painel “A Construção de um Novo Polo da Química”, terá a participação do presidente do Sindicato das Indústrias Químicas no Estado do Rio Grande do Sul (Sindiquim/RS), Newton Mario Battastini; e do secretário do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Márcio Biolchi. O painel “O Apoio do Congresso Nacional para a Construção de uma Indústria Química Forte” terá a participação de parlamentares membros da FPquímica.

O evento tem apoio da Secretaria Executiva da Fpquímica, exercida pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), do Sindicato das Indústrias Químicas do Estado do Rio Grande do Sul (Sindiquim), da Associação Brasileira de Biotecnologia Industrial (ABBI), da Associação Brasileira da Indústria de Álcalis, Cloro e Derivados (Abiclor), da Associação Brasileira das Indústrias de Química Fina, Biotecnologia e suas Especialidades (Abifina), da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas (Abrafati), do Instituto Brasileiro do PVC, da Plastivida e do Sindicato Nacional das Indústrias de Matérias Primas para Fertilizantes (Sinprifert).